Menu

Cadastre-se para receber nossas newsletters exclusivas

O que é atração de investimento em Private Equity & Venture Capital?

                                                                                                                               

 

O investimento em participação (Private Equity/Venture Capital) é uma fonte de recursos para o estabelecimento/crescimento de empresas, seu principal meio para realização de investimentos são os fundos de participação (FIPs / FMIEEs), que em consonância com seu prospecto e tese de investimentos, viabilizam a aquisição de quotas em empresas. As companhias investidas recebem em troca pela participação, muito mais do que simplesmente recursos financeiros, passam a contar com um novo sócio.

 

Em outras palavras, o capital em participação é uma alternativa ao financiamento de longo prazo (empréstimo bancário), no qual o risco do negócio é compartilhado através de parceria entre gestores de fundos de investimento (GPs) e empreendedores. Além de assumir o risco do negócio e a injeção de capital, este sócio traz na bagagem sua rede de relacionamentos com outras empresas, fornecedores e compradores, assim como auxilia na gestão de mudanças que contribuam para o fortalecimento da governança corporativa e aumentar a eficiência da gestão da empresa em crescimento.

 

Para que isso seja possível, todo um ciclo virtuoso é necessário, afinal a indústria de capital em participação conta com vasta gama de players. De um lado os GPs, responsáveis pela gestão dos fundos de Seed, Venture Capital e Private Equity e que aplicam recursos captados de terceiros, os LPs (limited partners), tais como: Fundos de Pensão, Family Offices, Agências de Fomento, Investidores Qualificados, etc. Já do outro lado, estão os empreendedores com negócios em diferentes estágios de maturidade e que buscam capital e experiência para garantir o crescimento de suas empresas.

 

Contribuindo para a construção de um ecossistema de investimentos, essa modalidade apoia empresas em todos os graus de desenvolvimento, desde o Seed Capital visando a estruturação de empresas, passando pelo Venture Capital que apoia a expansão de negócios que já estão faturando recursos consideráveis, até o Private Equity que aporta recursos em empresas já bem desenvolvidas de olho na abertura de capital, fusões ou a venda estratégica para uma grande empresa. 

 

Há ainda a figura dos “anjos” que são os investidores que apostam em uma ideia ou protótipo de um produto, as chamadas start-ups. Não obstante, existem grupos de empresários que se reúnem para oferecer serviços e mentoria a essas empresas, as aceleradoras.

 

Por acreditar na importância dessa indústria e sua contribuição para o incremento da competitividade das empresas brasileiras, é que a Apex-Brasil apoia o desenvolvimento de várias inciativas, seja conectando investidores globais aos gestores locais ou, ainda, apoiando start-ups e empresas na busca de capital e parceiros.