• Home
  • > Notícias
  • > BEBIDAS ALCOÓLICAS: COQUETÉIS MISTOS SÃO DESTAQUE EM 2016
segunda-feira, 19/06/2017
BEBIDAS ALCOÓLICAS: COQUETÉIS MISTOS SÃO DESTAQUE EM 2016

A empresa global de pesquisa de mercado Euromonitor International divulgou novos dados sobre a indústria de bebidas alcoólicas.

Segundo a pesquisa, o volume global de vendas de bebidas alcóolicas caiu pelo segundo ano consecutivo em 2016, sofrendo um declínio de 0,2%. No ranking global, a China, mesmo com uma queda de 3% em volume de vendas, em 1º lugar, seguida pelos Estados Unidos e Brasil. Veja abaixo o ranking dos três maiores países.

Bebidas mistas substituem os destilados puros no Brasil
A pesquisa da Euromonitor International apontou que o volume total de vendas no Brasil seguiu o padrão global e também contraiu, tanto no varejo quando no canal foodservice. Segundo a analista sênior de bebidas da Euromonitor no Brasil, Angelica Salado, a queda deve-se ainda aos efeitos da crise econômica. “Os consumidores estão fazendo compras de maneira mais racional, considerando seu orçamento e a real necessidade de cada produto”, afirma Angelica. “Dessa maneira, houve uma redução em quase todas as categorias de alcóolicos”.

Em contramão a esse cenário negativo, uma categoria se destacou: as bebidas mistas (as RTDs segundo nomenclatura da Euromonitor) – categoria que mistura o destilado ou cerveja com sucos, chás e até refrigerantes- que apresentou crescimento no volume total de vendas de 42% em 2016. É o caso das queridinhas do momento, a linha Skol Beats, a Catuaba e, a mais nova no mercado, Smirnoff X1. “Com a crise, tornou-se inviável comprar dois produtos diferentes para misturá-los e ainda alcançar o mesmo teor alcóolico das bebidas prontas”, explica Angelica.

De fato, essa tendência já é percebida pelo declínio dos destilados (Spirits na nomenclatura da Euromonitor). Segundo a pesquisa da Euromonitor, os destilados caíram 4% em volume total de vendas em 2016. A cachaça, que representa 72% do total de volume de vendas da categoria, caiu 3,6%.

A bebida mista é particularmente consumida pela geração mais jovem. “Muitas ocasiões de consumo favorecem essa categoria. Shows e blocos de rua no carnaval, por exemplo, não permitem a venda de garrafas, assim a bebida mista é uma alternativa com bom custo benefício”, comenta Angelica.

As projeções da Euromonitor indicam que a categoria de bebidas mistas deve continuar crescendo a uma taxa média anual de 19% nos próximos cinco anos, acrescentando nesse mercado 155 milhões de litros até 2021. “Até 2021, é esperado que as vendas de bebidas mistas representem mais de 56% das vendas de cachaça em volume total, conquistando seu espaço em ocasiões de consumo que antes pertenciam aos destilados”, conclui Angelica.

Para saber mais: O mercado de bebidas alcóolicas no Brasil

Sobre a Euromonitor International
A Euromonitor International é uma empresa global de pesquisa e consultoria sobre o mercado de bens de consumo e serviços. Com sede em Londres e mais de 40 anos de atuação, é líder no fornecimento de inteligência de negócios e análise estratégica de mercado para empresas em todo o mundo. Oferece soluções de pesquisa customizada e publica anualmente informações sobre desempenho e tendências de 30 setores em 80 países, além de agregar dados demográficos e socioeconômicos de países e consumidores.