Menu

Cadastre-se para receber nossas newsletters exclusivas
27/10/2016
Palavra de quem sabe

#BeSustainable: Empresa de BH cria inovador painel de geração de energia

Palavra de quem sabe
27/10/2016

#BeSustainable: Empresa de BH cria inovador painel de geração de energia

Um painel fotovoltaico orgânico de geração de energia que pesa apenas 450g e pode ser utilizado em fachadas verticais de prédios, em carros e tem um impacto ambiental muito menor do que os modelos tradicionais. Essa tecnologia foi desenvolvida pela Sunew, empresa de Belo Horizonte criada em 2015, e promove a sustentabilidade e a inovação, atributos destacados na Be Brasil, campanha da Apex-Brasil que posiciona Brasil como um parceiro de negócios estratégico e confiável no comércio exterior.

Durante o Corporate Venture In Brasil 2016, conferência com foco em atração de investimentos e empreendedorismo corporativo realizada essa semana em São Paulo, o chefe executivo da Sunew, Marcos Maciel, apresentou os projetos da empresa a potenciais investidores estrangeiros. “O objetivo é captar recursos para conquistar novos mercados e reduzir o custo final do produto”, explica Maciel nessa entrevista ao Blog da Apex-Brasil.

Confira!

Como surgiu a Sunew?

A Sunew foi fundada em 2015 em Belo Horizonte. Começamos a trabalhar na tecnologia de filmes fotovoltaicos orgânicos (OPV) em 2011, por intermédio de um centro de inovação chamada CSEM Brasil. A tecnologia deste painel foi totalmente desenvolvida no Brasil. No momento em que o produto estava pronto, surgiu uma empresa derivada, que é a Sunew.

Qual é o principal produto desenvolvido pela Sunew?

Nós desenvolvemos e fabricamos OPVs, que são painéis solares de geração de energia. A base do material são tintas orgânicas. Uma folha de plástico estilo garrafa PET passa por uma impressora e recebe cinco camadas de tinta.

Nosso produto tem várias vantagens em relação aos modelos tradicionais: é mais flexível, muito mais leve (pesa cerca de 450g/m²) e pode ser aplicado em superfícies verticais, como fachadas de prédios e em vidros de automóveis. A capacidade de geração de energia desse painel é de 40W/m² em um dia de céu limpo.

Já podemos ver a aplicação desses painéis?

Sim, temos projeto com a FIAT há dois anos e estamos desenvolvendo a integração desse painel com os carros da empresa. O painel gera energia para a bateria, possibilitando economia no uso do alternador e redução do consumo de combustível. Consequentemente, gera menos CO² e polui menos. Além disso, é possível usar essa energia para deixar o sistema de refrigeração do carro ligado mesmo quando o veículo está parado, sem consumir gasolina. Existem vários carros rodando em BH com essa tecnologia.

Também podemos ver o produto aplicado na fachada do prédio da Totvs, em São Paulo.

E como foi o contato com a Apex-Brasil?

Eu vi um evento de energias renováveis que a área de investimentos da Apex-Brasil fez nos EUA no início do ano. Tentei participar, mas as inscrições já estavam encerradas. O pessoal da Apex-Brasil então me falou do Corporate Venture. Participamos da seleção e fomos escolhidos para participar dos pitchings.

O processo inteiro foi muito bom. A Apex-Brasil tem conexões com muitos investidores e isso resulta em muitas oportunidades. O apoio dado na construção da apresentação no pitching ajudou a mostrar a história da empresa de forma muito mais redonda. Falar sobre isso em cinco minutos não é fácil, então foi ótimo ter esse feedback. A Apex-Brasil ajuda bastante no relacionamento com o mercado e a encontrar investidores internacionais.

Que resultado você espera da participação no Corporate Venture In Brasil 2016?

Estamos buscando investidores para nos ajudar no desenvolvimento do negócio. Nosso objetivo hoje é ganhar mercado para reduzir o custo do produto. O foco principal é o mercado nacional, mas já temos interesse em explorar mercados internacionais, tanto que vamos participar da Big 5 em Dubai (Emirados Árabes Unidos) com um estande.

Quais os principais atributos do seu produto?

Sustentabilidade e inovação. Uma coisa importante de ressaltar é que nós estamos na liderança dessa tecnologia no mundo. Os outros países que têm trabalhando nesta tecnologia são Japão, Alemanha, França e Reino Unido. Mas a Sunew é uma das líderes em filmes de OPV (fotovoltaico orgânico). E essa tecnologia é a mais verde e sustentável que existe em termos de energia solar. 

>

Compartilhe essa história