sexta-feira, 11/08/2017
PRESIDENTE DA APEX-BRASIL RESSALTA CHINA DURANTE ENAEX

Maior destino das exportações brasileiras desde o ano 2000 e responsável por um crescimento de 25% do comércio internacional nos últimos 17 anos, a China representa um mercado estratégico para as aspirações brasileiras de se tornar um player mais relevante no cenário internacional. Na avaliação do presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Roberto Jaguaribe, aquela que hoje é, de fato, a maior economia do mundo, representa um parceiro fundamental para o Brasil. “Diferentemente dos Estados Unidos, a China não tem como ser autossuficiente e produzir tudo aquilo de que precisa. E uma das coisas que eles mais precisam é fruto do agronegócio, no qual somos uma potência”, destaca Jaguaribe.

Principal palestrante do painel O Brasil no Mundo: Inovador, Competitivo e Sustentável, realizado no 36º Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2017), que aconteceu no Rio de Janeiro nos dias 09 e 10 de agosto, Jaguaribe destacou que o reconhecimento da importância chinesa levou a Agência a criar um núcleo exclusivo para acompanhar a economia do gigante asiático. “Com a tendência protecionista no mundo, a necessidade de internacionalização das empresas brasileiras é cada vez mais evidente. A China pode ser um elemento para facilitar esse processo", aposta.

O presidente da Apex-Brasil esteve acompanhado pelo Vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN) e da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), Carlos Mariani Bittencourt; pelo Vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Cezar Müller; e pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), João Carlos Basílio. Parceira da Apex-Brasil no Projeto Setorial Beautycare Brazil há 17 anos, a Abihpec conhece bem o potencial da Agência para impulsionar o comércio internacional brasileiro. O projeto começou com poucas empresas e hoje tem representatividade em mais de 15 estados e já ultrapassou uma centena de participantes. “Temo resultados significativos e representativos de avanço no cenário internacional. Exemplo disso é a Natura, que acaba de adquirir a Body Shop e vai avançar de forma importante em sua internacionalização”, indicou Basílio.

Vice-presidente do Sistema FIRJAN e da AEB, Bittencourt, por sua vez, destacou o papel estratégico da Apex-Brasil para fomentar as exportações nacionais. "Nas tentativas de negociação do Mercosul com a União Europeia, a Agência sempre esteve presente. Temos, agora, uma oportunidade com sua nova estrutura, que terá atribuições modernas e criativas em favor da nossa competitividade", destacou.

Sobre o ENAEX
O encontro, relevante fórum de diálogo entre empresários e governo, reune representantes de toda a cadeia de negócios do comércio internacional para discutir as principais questões que envolvem o setor para melhorar a competitividade dos produtos brasileiros. O evento é composto por workshops, painéis e debates sobre os principais temas relacionados ao setor. A 36ª edição do ENAEX aconteceu no Rio de Janeiro nos dias 09 e 10 de agosto.