• Home
  • > Notícias
  • > PRODUTOS BRASILEIROS EXPLORAM NOVOS MERCADOS COM APOIO DA APEX-BRASIL
segunda-feira, 16/04/2018
PRODUTOS BRASILEIROS EXPLORAM NOVOS MERCADOS COM APOIO DA APEX-BRASIL

Nos próximos dias 18 e 19 de abril sete empresas brasileiras realizam uma missão empresarial pioneira para a Armênia e a Geórgia com apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A viagem de negócios tem o objetivo de prospectar oportunidades comerciais nesses países, e está sendo organizada em parceria com as Embaixadas brasileiras locais.

Geórgia e Armênia são países vizinhos na região do Cáucaso, com características similares no que diz respeito a mercado e porte econômico. Ambos têm vocação agrícola e potencial de importação de equipamentos e soluções para a agricultura, mas também possuem mercados consumidores dependentes de gêneros alimentícios e bens de consumo importados. 

“Esses dois mercados ainda são pouco explorados pelos exportadores brasileiros, por isso um dos principais objetivos da missão será estabelecer contato com representantes ou distribuidores locais. Observamos que nossos produtos chegam até lá via re-exportações de terceiros países. Queremos abrir canais diretos para os empresários brasileiros”, explica Almir Américo, gerente do escritório da Apex-Brasil na Eurásia.

“A proximidade entre os dois países induz a uma integração natural entre suas economias, com os portos da Geórgia sendo parte essencial da cadeia logística da Armênia, levando a uma lógica de distribuição em que uma mesma operação de exportação poderia atender aos dois mercados. Por isso fizemos organizamos a agenda de forma que os empresários brasileiros possam ter essa noção”, analisa Almir.

A Geórgia assinou recentemente um acordo de livre comércio com a União Européia e oferece oportunidades para empresas brasileiras que desejam desenvolver negócios no continente europeu a partir do país. A Armênia é parte da União Econômica Euroasiática, o que possibilita operações de acesso a terceiros mercados a partir de lá.

A missão conta com a adesão de grandes empresas brasileiras do setor de autopeças, motores elétricos e equipamentos, como Fras-le/Randon, WEG e Metalfrio, mas também exportadores de gêneros alimentícios, como cafés, carnes, sucos e produtos da biodiversidade brasileira, como açaí.