sexta-feira, 19/05/2017
CINEMA DO BRASIL NO FESTIVAL DE CANNES 2017

Até 26 de maio o programa Cinema do Brasil participa do Marché du Film, mercado do Festival de Cinema de Cannes. O programa tem como objetivo a promoção comercial do cinema brasileiro no mercado internacional e é idealizado pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Além do stand, - planejado para receber as empresas associadas e seus representantes -, sendo um ponto para encontros e realização de negócios, haverá atividades de networking para promover o cinema brasileiro durante o mercado. A delegação do Cinema do Brasil será composta de 40 empresas associadas e a equipe do programa, gerenciada por Leila Bourdoukan. 

Seleção oficial
Dois filmes de produtoras associadas estão na seleção oficial. Na Semana da Crítica, Gabriel e a Montanha, de Fellipe Barbosa, (TVZero) , com première  no dia 21 maio, às 11h30  e o filme Nada, de Gabriel Martins, (Filmes de Plástico) na Quinzena dos Realizadores, com première no dia 26 de maio, às 15h30. 

Eventos tradicionais e encontros de coprodução
No dia 20 de maio está marcado o Happy Hour no stand do Cinema do Brasil, atividade de networking aberta aos presentes no Marché du Film, espaço que reúne delegações de vários países. Já no dia 22 será o Cocktail na praia de Goeland, evento fechado para convidados de instituições audiovisuais, dos principais festivais e fundos de apoio internacionais. Também fazem parte da programação encontros de coprodução com 
UK, Canadá, Escandinávia e Argentina. 
                        
Sessões exclusivas
O Cinema do Brasil também tem na agenda as sessões de marketing screening, ou seja, exibições especiais de filmes para agentes de vendas e distribuidores. Estão programadas exibições dos filmes: Pequeno Segredo (David Schurmann, - Schurmann Filmes e Ocean Films), TOC – Transtornada, obsessiva e compulsiva (Paulo Caruso e Teodoro Poppovid, - Biônica Filmes), Como é Cruel Viver Assim, (Julia Rezende, - Morena Filmes), Sobre Rodas (Mauro D’Addio, - Klaxon Audiovisual), Nadie nos Mira, (Julia Solomonoff, - Taiga Filmes, Cepa Audiovisual, MadLove Film Factory) e Divinas Divas (Leandra Leal, -  Biônica Filmes). 

Acompanhe a programação do Cinema do Brasil no Festival de Cinema de Cannes: 
https://www.facebook.com/cinemadobrasil

Cinema do Brasil é um programa de promoção comercial do cinema brasileiro no mercado internacional. Idealizado pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), tem como principal parceira a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), que participa da elaboração das estratégias e sua operacionalização, além de oferecer suporte financeiro aos projetos. O Cinema do Brasil conta também com o apoio institucional da Ancine (Agência Nacional do Cinema).

O objetivo do Cinema do Brasil é fortalecer e ampliar a participação do audiovisual brasileiro no mercado internacional, oferecendo às empresas associadas apoio logístico e estratégico para que possam realizar coproduções e abrir mercados para a distribuição da sua produção, valorizando assim a imagem da indústria cinematográfica nacional no exterior.